A urgência de medidas desesperadas

É bastante comum que as pessoas tomem decisões precipitadas quando algo abala as suas estruturas. Em momentos de grande tensão, alguns gatilhos emocionais são disparados e isso gera reações quase que involuntárias e completamente inconscientes. É como se tudo o que acontecesse no mundo transformasse a vida de alguém desesperado da noite para o dia como se nada mais importasse. A solução mais óbvia é aquela que ninguém ousa aconselhar porque a ideia saudável nem sempre é a mais aceita. O que você faz quando o desespero toma conta da sua mente?

Algumas pessoas se rendem a algum vício a fim de encontrar algum sentido em tudo o que está acontecendo ou abusam do vício como uma válvula de escape da realidade porque não há nada pior do que encarar as coisas como elas são quando é algo que desestabiliza o físico e o emocional de uma pessoa que foi colocada em uma situação que fugia do seu controle. Por que é que eu estou dizendo isso? É simples: os últimos anos tem sido uma sequência de perdas de pessoas que, por mais que soubessem que sua hora havia chegado, estavam sofrendo por não quererem ir embora.

Eu já vi muitas pessoas que amo deixarem este mundo e ir para algum outro que eu desconheço e, por mais que lidar com o luto fique mais fácil com o tempo, eu sei que não deixa de ser algo complicado de expressar porque as emoções deixam tudo transparecer. É normal querer que as coisas voltem a ser como eram e encontrar uma maneira de trazer uma pessoa de volta ao nosso mundo, mas isso ainda é impossível e talvez continue sendo impossível para sempre porque a morte é inevitável. O que me faz lidar com isso é um pensamento frio, mas realista: foi a vida da pessoa que acabou, não a minha.

Não é apenas o luto que faz com que uma pessoa se desespere e faça algo que, em outra situação, ela não faria. Há muitos casos de pessoas que roubaram porque estavam com fome ou foram presas injustamente por se parecerem com o alvo que estava foragido. É triste ver pessoas em situações assim e é provável que coisas como esta continuem existindo no futuro assim como ocorreram nos eventos do passado. Em momentos nos quais uma necessidade básica fala mais alto, o ser humano é capaz de fazer coisas que conscientemente seriam impensáveis à maioria das pessoas.

Roubar por fome, expelir detritos em local público, matar para preservar a própria vida, procurar um local seguro para ficar quando algum evento natural como uma tempestade assola uma região do mundo. Uma pessoa é capaz de fazer o que for necessário para se manter viva ainda que isso a obrigue e fazer sacrifícios que em um mundo ideal seriam considerados insanos, mas se tratando de momentos nos quais os hormônios, falam mais alto por meio de um trauma, dificilmente alguém faz algo que segue o caminho que aparenta ser mais simples.

Quem nunca ficou com medo de ser atropelado por um carro que avançava em alta velocidade e começou a correr para atravessar a tua com mais afinco? Por acaso você ou alguém que você conheça não precisou correr para algum banheiro porque começou a passar mal por causa de algo que comeu ou bebeu? De uma forma ou de outra, é necessário que as pessoas façam o que precisa ser feito para que o desespero vá embora o quanto antes. Sempre há uma forma saudável de lidar com os sentimentos e a melhor maneira é sentir tudo até que desapareçam.

Todo mundo tem o direito de sentir alegria, medo, raiva, nojo, desprezo, tristeza e surpresa. São emoções inatas que surgem o tempo todo em nosso dia a dia. As pessoas reagem as coisas que acontecem no mundo por meio de emoções que aparecem por meio dos estímulos que temos durante o dia. Existem coisas que melhoram e pioram o humor de cada um de nós, e o que separa os adultos das crianças é a maneira por meio da qual nós podemos desenvolver nosso autocontrole em meio a uma crise.

Nem sempre é possível pensar racionalmente em relação a um problema quando ele acontece e as coisas que acontecem não precisam ser resolvidas na hora assim que elas acontecerem. Tudo o que se passa na vida causa reações e talvez não seja possível resolver todos os problemas do mundo de uma só vez, mas tenho certeza que pelo menos os seus problemas você pode resolver. Sim, todo mundo tem problemas com os quais precisam lidar e o desespero certamente será o nosso pior inimigo.

Uma das melhores formas de lidar com uma situação urgente é manter a cabeça no lugar e deixar, por alguns instantes, as emoções de lado. Focar no problema pode gerar mais problemas, então a melhor coisa é procurar alguém que já tenha passado pela mesma coisa que você está passando ou procurar alguma solução que ajude a controlar a situação até que a ajuda chegue. Uma pessoa desesperada jamais será capaz de resolver seus problemas por conta própria e manter o orgulho ao ponto de não querer qualquer tipo de auxílio é uma grande perda de tempo e um grande sinal de fraqueza.

Diferente do que muitos pensam, reagir emocionalmente diante de uma situação de estresse ou de risco, faz com que as pessoas sejam verdadeiramente fortes por aceitarem a realidade como ela é além de demonstrarem aquilo que estão sentindo em seu âmago de uma forma direta e saudável. Esportes, séries, livros, jogos e tantas outras coisas podem ser consumidas em situações graves, mas nós podemos sempre procurar um ombro amigo para afastar os males.

É normal que tempos de desespero peçam medidas desesperadas, mas nem tudo precisa ser resolvido em meio ao caos enquanto ainda nos encontramos no olho da tempestade. Portanto, se for urgente, tire alguns minutos para pensar e não tenha medo de fazer o que for preciso para tudo ficar bem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: