Lei e Ordem: Exemplos de governo em cenários de fantasia medieval

É muito comum imaginarmos um cenário de RPG com reis, rainhas e sábios porque é o tipo de cenário medieval mais comum e é o que mais se apresenta em filmes e animações quando retratam períodos como a Idade Média ou a Idade das Trevas. Você sabia que existem outros tipos de governos para que você utilize em um cenário de RPG ou na história de um personagem com o qual você vai jogar?

Existem lugares nos quais a magia é mais poderosa do que os deuses. Existem famílias que comandam uma região por gerações ou mesmo um tipo de governo no qual o governante é escolhido por alguma divindade. Eu listei cinco tipos de governos para que você se inspire e rabisque novas histórias para o seu universo. Então, sem mais delongas, vamos nessa que vai ser bom à beça!

Autocracia

Imagine um lugar no qual uma pessoa possui poder absoluto sobre tudo apenas por ser parte de uma família que controla o território inteiro. Esta é a autocracia que também pode ser sustentada com apoio burocrático, uma força armada como um exército particular ou, em casos mais extremos, o governante reina em meio a anarquia.

Uma autocracia em um mundo fictício pode ter como regente alguma pessoa com muito poder, seja ela mortal ou, na maioria dos casos, virtualmente imortal com algum ponto fraco desconhecido. Um imperador que possui o sangue de um dragão ancestral, um morto-vivo que aumenta seu exército sempre que ocorre um funeral ou um conjurador poderoso que manipula tudo encantando as pessoas que vivem em seu território. Derrubar uma autocracia pode demorar uma campanha inteira de RPG assim como assumir o controle de uma região.

Magocracia

Quando a magia está muito presente em alguma região de um cenário de RPG, é bastante comum que aqueles que não são capazes de manipular a magia com maestria sejam abandonados à margem da sociedade. A magocracia é um tipo de governo no qual apenas conjuradores possuem voz ativa para tomar decisões que afetam a sociedade em forma de oligarquia, democracia ou como senhores feudais.

Um exemplo de como isto pode funcionar bem é criar um conselho de conjuradores utilizando o que fizer mais sentido para o seu mundo. Pode haver um grupo de magos, uma seita de bruxos ou uma reunião de feiticeiros de linhagens diversas que são capazes de manifestar um grande poder quando reunidos. Trabalhar com magia é algo interessante e em um ambiente no qual a realidade pode ser manipulada, tudo pode acontecer.

Militocracia

Militares no controle de tudo por meio das forças armadas governando a nação por meio de leis marciais. Vendo desta forma, pode soar como algo ruim, mas imagine que a elite militar de um reino seja a responsável por matar monstros, talvez os saldados sejam consagrados como os Cavaleiros da Távola Redonda.

Um governo militarizado pode ser comandado por um general em uma cidade que possui uma reconhecida academia de batalha que forma guerreiros e conjuradores de guerra. O mesmo pode se aplicar para frotas de corsários que governam os mares ou uma patrulha de caçadores que defendem uma região em nome de um druida. Se os militares do seu mundo são bons ou ruins, tudo depende de como você quer que eles apareçam em suas histórias.

Satrapia

Um império de piratas. Uma sociedade formada por guildas de ladrões. Grupos de saqueadores que aportam em cidades para coletar as riquezas locais. Um território controlado por monstros. A satrapia se resume a um grupo de conquistadores que trabalham junto com governantes que possuem poder sobre um território ou alguma região na qual eles exercem poder.

Acho que um exemplo claro de como isto pode funcionar por baixo dos panos são os Templários e os Assassinos do universo de Assassin’s Creed da Ubisoft ou os Cainitas de Vampiro – A Máscara da editora White Wolf. Utilizar isso em uma cidade ou em um bairro de uma cidade é bem simples porque o mundo do crime existe tanto na ficção quanto na realidade.

Teocracia

A religião é a lei e o que impera acima da vontade mortal é a presença das divindades que manifestam seu verdadeiro poder por meio dos fiéis que devotam suas vidas para manter a harmonia na sociedade que deve servir a vontade dos deuses sem hesitação. Em uma teocracia, os representantes religiosos possuem o poder e, em alguns casos, formam um clero em um local sagrado.

Utilizar a teocracia em um cenário de RPG pode ser uma faca de dois gumes. Você pode utilizar religiosos em um cenário de RPG como um grupo de pessoas que pregam coisas positivas e verdadeiramente ajudam a sociedade ou que usam das aparências para realizar algo nefasto. Por outro lado, pode ser um tipo de seita que age em nome de algo profano a fim de alimentar o seu poder por meio de cultos e sacrifícios.

Sistemas de governo em cenários de RPG precisam ser muito bem trabalhados para serem relevantes à história do cenário. Quando o grupo de personagens chega em uma cidade, eles podem ou não se importar com o tipo de governo que existe nela, mas sempre vale uma explicação sobre como as coisas funcionam na região. Colocar ordem em um assentamento é importante para desenvolver costumes locais e fazer com que os jogadores vejam vida no seu mundo além de monstros e criaturas que podem causar problemas e render experiência.

Utilizar governos como parte do histórico de um personagem para jogar ou para utilizar como NPC é algo que precisa ser feito com muita atenção e cautela. O que o personagem fez no passado dele pode reverberar em eventos da aventura como a postura do personagem diante de algumas situações.

Seja como jogador ou como narrador de uma mesa de RPG, você pode utilizar estes e outros modelos de governo para enriquecer a cultura do seu cenário. Não tenha medo de inventar algo novo ou implementar uma anarquia porque lei e ordem é volátil como a moral e a ética.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: