Os Titãs Primordiais

No começo tudo era harmônico. Não havia nada além da luz, da escuridão e do crepúsculo. Estes três elementos interagiam entre si ainda que não fossem capazes de se comunicar por meio de palavras como os mortais são capazes de fazer. Acredita-se que, por eras, os três circundavam uma massa escura e densa que chamamos de Matéria Sombria. Isto era tudo o que existia e que ainda existe em cada um dos seres de nosso universo.

Em algum momento de eras passadas, Luz, Escuridão e Crepúsculo despertaram uma centelha de consciência e perceberam que eram iguais ao mesmo tempo que eram diferentes entre si. A interação entre eles se tornou intensa fazendo com que as energias deles emanassem vibrações a cada encontro. A centelha de consciência dos elementos se moldou em uma forma rústica do que conhecemos como Essência nos dias de hoje e, pela primeira vez em nosso universo, originou-se formas primitivas de existência. Uma vez formadas, os Elementos passaram a interagir como crianças que vivem sua primeira infância.

Como toda criança, os elementos começaram a buscar formas de se identificarem para que soubessem como deveriam se chamar e quem deveria ser chamado. A Essência de Luz se nomeou como Aurora, a Essência Titânica Positiva. A Essência de Escuridão se proclamou como Ocaso, a Essência Titânica Negativa. A Essência de Crepúsculo definiu-se como Zênite, a Essência Titânica da Neutralidade. Desta forma, os primeiros Titãs Primordiais surgiram moldando o universo como crianças que moldam a realidade por meio de sua intensa imaginação.

Durante o desenvolvimento dos Titãs Primordiais, a Matéria Sombria absorvia a Essência latente que emanava da harmonia que havia entre eles. Durante todas as eras nas quais as Essências Titânicas interagiram, a Matéria Sombria também despertava sua consciência e crescia em silêncio. Tudo o que ela deveria fazer era esperar e foi exatamente o que ela fez enquanto alimentava suas próprias essências: o severo Rigor, a Essência Titânica da Ordem e a volátil Anarquia, a Essência Titânica do Caos.

Aurora. Ocaso. Zênite. Anarquia. Rigor. Estes são os cinco Titãs Primordiais que forjaram o nosso universo. Aurora, Ocaso e o Zênite se desenvolveram juntos em harmonia ao passo que a Matéria Sombria cresceu isolada em meio a energia latente que emanava deles. Observando no centro de tudo enquanto fortalecia as suas próprias essências, a Matéria Sombria começou a expandir para que Rigor e Anarquia dessem início a um conflito que obrigou Aurora e Ocaso a darem uma resposta a altura logo após o desaparecimento de Zênite.

Aurora e Ocaso de um lado formando um exército de luz e escuridão. Rigor e Anarquia, por sua vez, estruturaram uma infantaria forjada pela fúria e pela marcialidade. O conflito é conhecido como a Batalha dos Antigos. O conflito entre os Titãs Primordiais perdurou por mais algumas eras até que a Matéria Sombria se enfraqueceu. Aurora e Ocaso firmaram um acordo com Rigor e Anarquia e os quatro Titãs removeram Zênite que havia sido drenado pela Matéria Sombria durante a guerra que foi encerrada.

Como parte do acordo, os quatro Titãs Primordiais infundiram suas essências em Zênite. A infusão de essências foi perfeita e não haviam mais Titãs Primordiais. Tudo o que existia era Equilíbrio, um ser de poder e conhecimento inigualável capaz de fazer com que o universo todo funcionasse da forma que deveria ter sido desde o princípio daquilo que nós conhecemos como tempo, o único recurso do qual Equilíbrio dispunha porque nada era mais perfeito do que sua existência.

No auge de sua perfeição, Equilíbrio decidiu aprisionar a Matéria Sombria em grandes anéis de poder. Cada um dos anéis foi construído por uma de suas consciências que conviviam em harmonia.

Aurora foi a responsável pelo Ciclo da Existência que traz equilíbrio entre a Vida e a Morte.

Ocaso foi o responsável pelo Ciclo da Descoberta que traz equilíbrio entre a Enganação e o Conhecimento.

Anarquia, por sua vez, foi a criadora do Ciclo da Contenda, que traz equilíbrio entre a Luz e a Guerra.

Rigor, metodicamente, forjou o Ciclo da Ordem, que traz equilíbrio entre a Natureza e a Tempestade.

Zênite, por fim, materializou o Ciclo Primordial, que traz equilíbrio entre o Divino e o Arcano.

No centro dos ciclos estava a Matéria Sombria sendo contida e emanando sua influência para corromper uma das consciências. Sua afinidade com a Essência Titânica da Neutralidade se mostrou útil e eficaz. A Matéria Sombria parasitou Zênite e se expandiu lentamente em Equilíbrio ao ponto de enlouquecer o Titã rompendo a harmonia da Neutralidade.

Infectado pelo parasita da Matéria Sombria, Zênite expeliu os demais Titãs de dentro de si e revelou que estava doente. Aurora, Ocaso, Anarquia e Rigor temeram pela existência de Zênite por reconhecerem que ele foi o responsável por despertar e harmonizar as Essências Titânicas com a pura e verdadeira perfeição. A fim de não colocar seus companheiros em risco, Zênite anunciou seu exílio, mas uma explosão de energia desconhecida interrompeu o diálogo entre eles. A Matéria Sombria se tornou instável ao ponto de gerar oito singularidades em um véu que se rasgou. Isto deu origem à Fenda Arcana com oito essências de poder arcano bruto.

Observando o resultado da explosão, os Titãs perceberam que os ciclos se mantiveram assim como suas existências. Eles notaram que a inconstância da Matéria Sombria era parte de algo maior além de ser capaz de fazer com que os ciclos se tornassem completos e independentes.

Zênite então se exilou e permanece em exílio no centro de nosso universo que é conhecido como os Anéis de Zênite. Os demais Titãs Primordiais permanecem ao redor dos anéis garantindo a segurança do repouso e do exílio do portador da Essência Titânica da Neutralidade.

Os atos dos Titãs reverberam até hoje em nossa existência. Muitos acreditam que eles são os responsáveis pelos alinhamentos morais e pelas essências de nossas Escolas de Magia além de manterem o equilíbrio do universo em honra ao Exílio de Zênite. Cabe a nós mortais manter o legado dos Titãs trazendo equilíbrio ao nosso mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: