Antagonistas Complexos: 5 conceitos de vilões para RPG de Mesa

Uma boa história precisa de algo que cause problemas. Seja uma situação emocional ou uma pessoa que possua recursos para ao menos tentar alcançar algum objetivo. O papel de um evento ou personagem antagônico é contrapor o senso comum de alguma maneira. A questão que deixa esta zona ainda mais cinzenta é que um vilão precisa de uma história complexa e um objetivo convincente e claro.

Levando em consideração as diversas fontes de inspiração, é possível tirar muitas coisas da história de nosso mundo para criar histórias de ficção para diversas mídias. Trazendo esta carga de realismo emocional para uma mesa de RPG, eu pensei em alguns conceitos de vilões que podem ser uma pedra no sapato dos seus jogadores ou uma boa origem para novos personagens caso queira uma história diferente. Então, sem mais delongas, vamos nessa que vai ser bom à beça.

Órfão de Guerra

Em muitos cenários de RPG, seja eles de alta ou baixa magia, guerras acontecem assim como aconteceram em nossa história. Muitas delas podem ter sido por disputas territoriais, interesses políticos, para defender alguma pessoa importante ou apenas para trazer uma nova ordem por meio de um caos organizado. Ambos os lados de um conflito armado saem perdendo em algum nível em busca de restaurar a paz e, entre estas perdas, muitas vidas são tomadas por causa da guerra.

Um personagem pode ter visto seus pais serem mortos por soldados do exército inimigo e isto fez com que ele crescesse nas ruas sobrevivendo da forma que podia viver. Talvez ele possa trabalhar a vida toda para conseguir poder e recursos para acabar com a nação que lhe tirou tudo ou apenas seguiu seu caminho com o nome das pessoas que fez como que ele se tornasse um órfão a fim de tirar suas vidas.

Um bom gancho para algo envolvendo este arquétipo de personagem como NPC seria colocar o grupo de jogadores para trabalhar para ele ou o grupo ser contratado para proteger alguém que está sendo perseguido por assassinos enviados pelo NPC vilanesco.

Nobre Destituído

Personagens ricos ou que são herdeiros de linhagem registrada em grandes cidades costumam ter uma postura austera em relação ao mundo. No entanto, o que fazer quando um personagem que nasceu e cresceu em berço de ouro chega ao ponto de perder tudo o que tinha por causa de algum evento que prejudicou sua posição valorizada na alta sociedade?

Para um nobre orgulhoso que possui tudo o que qualquer plebeu sempre sonhou se tornar um chefe do crime no submundo ao perder sua fortuna e seus títulos não é necessário muito esforço, mas tempo e paciência serão recursos muito mais do que necessários. Quando alguém tem tudo tirado de si, as chances da pessoa fazer aquilo que achar que deve ser feito é enorme porque ela não tem mais nada a perder. Fazendo uso de todo o seu conhecimento sobre negociações e gestão de recursos, o personagem pode se tornar um poderoso líder de organização criminosa.

Alguns personagens de jogadores costumam ser herdeiros de famílias nobres e muitos querem voltar para suas famílias para mudar as coisas de modo que elas se tornem mais justas segundo o seu próprio julgamento. A possibilidade de ser alguém reconhecido no submundo também existe e não deixa de ser uma maneira de mudar as coisas na sua família de uma vez por todas.

Dano Colateral

Grandes eventos causam mudanças em larga escala assim como eventos menores podem mudar o destino de uma pessoa de uma hora para outra. Muita vezes, por estar no lugar errado e na hora errada, algo pode acontecer e tudo o que era normal é deixado para trás para que uma nova realidade se torne o que muitos já chamaram de novo normal. Como isso é possível? Vamos para uma situação de desespero que levou à medidas severamente desesperadas.

Um homem vivia com sua família em uma fazenda na qual todos viviam felizes com o plantio e com os poucos animais que criavam. Por causa de uma névoa que ceifou milhares de vidas e dentre elas a família deste homem, ele passou dias tentando sobreviver para chegar à capital de seu reino enquanto enfrentava hordas de mortos-vivos. Na cidade, ao procurar ajuda, ninguém quis lhe prestar auxílio por semanas até que finalmente um grupo de pessoas se propôs a ajudá-lo, mas estas pessoas não deram mais notícias. Vendo o desespero do homem, uma figura ofereceu a ele um trabalho em troca de abrigo e comida, mas isso levou ao assassinato da pessoa errada.

O personagem pode ser o dano colateral de algo que os jogadores fizeram durante a mesa de RPG. Uma missão não entregue para alguém desesperado pode levar a consequências ruins. Talvez o personagem em questão possa guardar ressentimento e no futuro agir contra o grupo porque não teve escolha.

Motivação Deturpada

Talvez este seja o mais comum de se ver em um mundo de fantasia. Pessoas com os mesmos objetivos e métodos diferentes podem alcançar aquilo que desejam. No entanto, é possível que os inimigos do grupo de jogadores queiram a mesma coisa que eles. Em muitos casos isso pode gerar um grande conflito de interesses e, como toda regra tem sua exceção, talvez um dos antagonistas possa estar ao lado do grupo.

Algumas pessoas em situações de conflito vão até a raiz do problema para encará-lo de frente. Outras pessoas fazem algo para atrair o problema para onde elas querem para que resolvam do jeito que planejaram inicialmente. Entretanto, sempre existirão aquelas que vão se tornar parte do problema para apunhalar pelas costas a criatura que instaurou o caos. A dificuldade de ser parte do problema que alguém causa é que você provavelmente vai causar mais problemas e ainda mais danos.

Personagens que atuam como agentes duplos ou que decidem seguir os mesmos passos da pessoa que está causando problemas em uma aventura podem se corromper em algum nível. Em alguns casos podem se tornar vilões ainda mais poderosos do que o original. Colocar um personagem de moral duvidosa ao lado do grupo de jogadores sem que eles saibam que ele é um vilão é bastante arriscado, mas extremamente divertido.

O Bom Mestre

Um bom mentor sempre costuma uma figura de respeito entre os personagens dos jogadores. Alguém que oferece auxílio para que os personagens em algum momento de desespero ou alguém que ajuda os jogadores desenvolver alguma de suas habilidades dificilmente seria uma pessoa da qual eles suspeitariam que seria capaz de destruir a vida de pessoas ao redor delas. Afinal, talvez exista algo no grupo que o NPC deseja.

O arquétipo do mentor capaz de manipular seus aprendizes para se arriscarem em seu lugar é algo muito mais comum do que deveria ser. Introduzir um personagem para guiar o grupo em meio a um momento de descanso ou desespero pode ser interessante para colocar uma semente de intriga. Não há porque alguém ficar tenso ao lado de uma pessoa que ajuda o tempo todo sem saber que há segundas intenções em seus passos.

Caso o bom mestre seja um personagem de jogador, é possível criar meios que façam com que o personagem se perca em seu próprio caminho tendo que lidar com as consequências de suas ações. Como NPC o personagem pode requisitar algo para seus aprendizes sem que eles saibam para o que aquilo realmente serve. Não tenho dúvidas que isto pode render uma excelente aventura.

Antagonistas em mesa de RPG podem ser tanto personagens que lutam por interesses próprios ou alguém com ambição grande o bastante para tentar controlar o poder de uma criatura apenas por se considerar mais sábio do que ela. Os motivos que levam a vilania são muitos e muitas vezes o vilão não está fazendo algo ruim o tempo todo. Pode ser apenas um mal entendido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: