Rabiscos de Infância

Eu gosto de criar coisas. Eu faço isso desde criança e isso meio que me acompanha até hoje na vida adulta. Eu me lembro de estar cercado de papéis, de cadernos comuns e de cadernos de desenho quando eu era pequeno porque, dentre todas as coisas que eu mais gostava de fazer, rabiscar o que me dava na telha sempre foi uma grande paixão para mim. Talvez isso explique o porque de eu ser tão ligado às minhas emoções e sentimentos em paralelo com as artes que eu produzo seja para jogos ou para estudos que faço para aprimorar o que já sei.

Ainda muito pequeno eu gostava de ler e de contar histórias. Diziam que eu era muito criativo por conta disso e essas coisas de infância me motivaram a explorar o mundo fazendo todas as coisas que eu achava interessante não apenas porque eu queria aprender coisas novas, mas também porque eu também seria capaz de criar mais histórias. Eu, até hoje, não sei qual é a melhor forma de criar histórias que não seja vivenciando, lendo ou ouvindo novas histórias.

Dentre todos estes rabiscos e experiências que me inspiraram a continuar escrevendo, desenhando e programando, porque eu também sou programador, eu cheguei ao ponto de desenvolver um cenário de RPG no qual os meus jogadores se empolgam para continuar jogando. O poder de criar e narrar histórias me levou longe e me apresentou muitas pessoas incríveis. Tudo porque eu fui uma criança muito curiosa, criativa e aventureira.

Meus pais contam que logo aos quatro anos de idade eu tive vontade de fazer capoeira. Eu não sei bem o que é que uma criança de quatro anos faz em uma aula de capoeira, mas eu fui por algum tempo. Alguns anos depois eu decidir fazer natação, mas por algum motivo eu ainda não sei nadar até hoje. Mais algum tempo depois eu comecei a me interessar por basquete e joguei por algum tempo. Pratiquei Kung Fu por alguns anos e, em paralelo a isso, sempre consumi histórias. Algumas histórias eram boas e outras nem tanto.

Em paralelo aos esportes, eu aprendi a desenhar e isso me levou a fazer arte 3D hoje em dia. Eu aprendi a tocar violão, mas é um passatempo que me ajuda a desligar a cabeça do resto do mundo. Além disso, eu gosto de documentar coisas que eu acho interessantes para saber como é que elas funcionam assim como fórmulas matemáticas. Entender o mundo é a melhor maneira que eu encontrei para poder rabiscar outros mundos e é por isso que eu estou sempre Rabiscando Mundos.

A ideia de poder escrever e compartilhar ideias sempre foi algo que me atraiu. Reunir pessoas para contar histórias e criar memórias é algo muito revigorante, mas eu não sabia lidar com tantas pessoas ao meu redor. A vida é muito corrida quando nos tornamos adultos, mas cada momento vale a pena e pode se tornar especial se você quiser canonizá-lo em sua história neste pequeno mundo.

Quando éramos crianças, nada era capaz de nos impedir de fazer nada. Tudo o que imaginávamos se tornava real e imaginávamos a nossa vida como gostaríamos de ser. Era divertido ter isso tudo em mente porque poderíamos ser o que quiséssemos ser. Hoje em dia eu me pergunto se cada um de nós está realmente vivendo de uma maneira que as crianças que éramos na infância teriam orgulho. Muitos de nós não se tornou o que sonhava ser, mas eu cheguei onde eu gostaria de chegar.

Hoje em dia eu trabalho criando coisas unindo tudo o que eu sei fazer de melhor. Eu sei escrever histórias, então eu narro RPG frequentemente para os meus amigos. Aprendi a desenhar e isso me levou a criar modelos 3D de personagens, cenários e objetos. Desde muito pequeno eu tenho interesse em tecnologia e isso me levou a estudar a área desenvolvendo habilidades de lógica de programação e análise de sistemas. Eu sou capaz de criar o que eu quiser e isto é o que me deixa muito feliz.

O Bruninho, aquele menino que vivia rabiscando todos os papéis que via pela frente hoje em dia se tornou um adulto que pode rabiscar todas as coisas que achar necessárias porque o mundo é um lugar extremamente interessante e, ainda que já existam muitas coisas, elas podem ser melhoradas em algum nível e, a partir desta melhora, novas coisas são criadas como se um novo mundo acabasse de surgir em nossa realidade. Tudo é possível.

Muitas vezes eu pego algum pensamento passando pela minha cabeça do Bruninho de sete anos orgulhoso de mim porque a minha criança interior queria fazer bonecos iguais aos de The Sims e criar um mundo no qual as coisas tendessem sempre para o equilíbrio. Meu cenário de RPG retrata exatamente isso e eu posso criar o meu próprio simulador de vida assim como é o The Sims. Acho que aquele menino que sonhava em viver em um mundo de fantasia está muito feliz de ter rabiscado o seu próprio mundo.

Agora, o que isso tudo quer dizer no final das contas? Bom, eu sempre fui estimulado a expôr minhas ideias, falar sobre os meus sentimentos e ir atrás das coisas que eu gostaria de saber, aprender ou apenas conhecer o bastante para não ser um completo ignorante sobre alguns assuntos. Hoje em dia eu posso fluir entre diversos assuntos sem dificuldade porque fui ensinado a ser versátil quando se trata de conhecimento ainda que eu não possa aplicar tudo o que sei de uma só vez. Uma criança bem motivada pode crescer e ser capaz de coisas incríveis.

Nós que somos adultos hoje em dia somos os responsáveis pelo mundo que está sendo criado para quem vier depois de nós. Eu sei que muitas pessoas não se importam com isso, mas deveriam porque viveremos algum tempo neste mundo que estamos criando para as próximas crianças. O que acha de tentar transformar este mundo em um lugar melhor a cada dia?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: