Instituições: Dicas para criar organizações de RPG

Ordens de Paladinos. Guildas de Assassinos. Bando de Mercenários. Sedes de Governo. Cultos Profanos. Sejam quais forem os tipos de organizações de seu mundo de RPG, elas existem e estão no universo por algum motivo assim como as instituições, entidades e autarquias do nosso planeta chamado Terra. Aposto que você já tem alguns nomes em mente, não é mesmo?

O nome de uma organização costuma revelar muito sobre o que ela representa, mas não é a única coisa que importa. O que ela faz de verdade? Qual é a conduta de seus membros? Quais tipos de missões seus membros estão aptos a realizar? Essas perguntas são simples, mas na hora de rabiscar pode ser um pouco complicado. Por isso, para te ajudar, eu descrevi um método que eu utilizo e que pode te auxiliar na criação guildas para o seu mundo. Sem mais delongas, vamos nessa que vai ser bom à beça.

Quais são os objetivos da guilda?

Toda organização possui objetivos assim como as pessoas que fazem parte dela. Pode ser algum objetivo clichê como ser a guilda mais influente do mundo ou algo soturno como ser a mais temida das guildas ao ponto de que a simples menção de seu nome cause calafrios nos seres mais perigosos que caminham pela sociedade. Interessante, não é mesmo? Imagine as possibilidades.

Vamos para um exemplo de como definir os objetivos de uma instituição em um cenário de RPG: você decidiu criar uma guilda cujo objetivo é caçar criaturas aberrantes que assolam uma região do seu mundo para que as pessoas dos vilarejos que não possuem guarda local ou milícia possam viver suas vidas em paz. Simples não é? A guilda luta contra algo para proteger alguém. Todavia, é preciso resumir isso em uma frase impactante.

Qual é o lema da sua guilda?

É bastante comum que as pessoas possuam um mantra que carregam consigo e uma com uma guilda não é diferente. Paladinos seguem códigos de conduta que a sua ordem lhe ensinou durante todo o seu treinamento. “Lutar pelos fracos e oprimidos”, “Sempre elimine o mal maior”, “Subjugue seus adversários até que não sobre vestígios da existência deles”. Seja como for, algum lema existe para ser defendido.

Continuando o exemplo da guilda que estamos rabiscando juntos, se liga: os membros da guilda lutam contra aberrações para proteger aqueles que não podem lutar por si mesmos. Os meios utilizados podem ser questionáveis, mas o líder da guilda disse para os demais membros fundadores o seguinte: “Somos as trevas que as aberrações temem e a luz para aqueles que temem a escuridão”.

Forte, não acha? Caçadores de monstros que combatem as trevas com trevas. O que mais eles fazem?

O que a guilda é capaz de fazer?

Uma vez definido o lema da guilda e seus objetivos, é preciso listar o que a guilda é capaz de fazer porque, para se manter relevante, uma organização precisa cobrir mais do que apenas uma área de atuação. O que sabemos é que esta guilda é responsável por caçar monstros aberrantes e que ela utiliza métodos que são peculiares e questionáveis. Tendo isso em mente, quais seriam as especialidades da organização? Bora rabiscar!

Monstros nem sempre precisam ser mortos em combate porque quando você sabe de onde eles vem, você sabe para onde enviá-los. Sabendo disso a guilda pode recrutar necromantes, bruxos, conjuradores, abjuradores e caçadores além de druidas e clérigos de domínios sombrios para eliminar traços de profanação causados pelos monstros ou pela guilda. Com uma noção mais ampla das capacidades de cada membro da organização, fica mais fácil saber como crescer dentro da hierarquia e obter mais privilégios.

Como fazer parte da guilda e crescer na hierarquia?

Organizações possuem hierarquia. Seja ela rígida ou fluida, ela existe e precisa ser respeitada. Algumas instituições se sentem na obrigação de criar uma pirâmide hierárquica para manter a ordem entre seus membros enquanto que outras guildas acreditam em quem tem a melhor capacidade de liderança para determinada situação. Considerando os objetivos desta guilda, quem tiver as melhores habilidades lidera a incursão. Como seria isso na prática?

Suponhamos que a guilda foi requisitada para eliminar um Observador ou Beholder para os mais íntimos. Então os membros se reúnem e definem que uma Caçadora, um Paladino, um Mago, um Ladino e uma Druida são o bastante para encarar esta ameaça. Por ser uma aberração, a líder estratégica do grupo, certamente, seria a Caçadora enquanto que o Mago seria o responsável por controlar o campo de batalha além de auxiliar no combate a distância para que o Paladino chame a atenção do monstro gerando oportunidades ao Ladino para atacar os pontos fracos da criatura. A Druida ficaria responsável por tratar os ferimentos do grupo e garantir a proteção do Mago.

Ao término da missão, além da recompensa, o grupo recebe reputação e isso permite que eles realizem missões ainda mais perigosas e que cada um lidere suas próprias missões de acordo com as suas habilidades.

Qual é o nome da organização?

Agora que sabemos os objetivos, o lema, as especializações e como funciona a hierarquia desta guilda, precisamos dar um nome para ela. “Mas Bruno, por que raios o nome vem por último e não primeiro?”, você me pergunta. É porque fica mais fácil limitar os nomes de uma organização depois que você sabe do que ela faz.

Uma guilda de caçadores de monstros aberrantes que utiliza métodos questionáveis e que recruta membros que fazem o que for preciso para manter as pessoas a salvo. Os Recrutas do Túmulo me parece um bom nome e a base de operações certamente seria uma cripta abandonada. Você teria coragem de se alistar e dar sua vida na batalha contra as aberrações?

Criar uma guilda é uma maneira de unir jogadores de mesas diferentes para lutar por um objetivo em comum. Se você narra mais de uma mesa em um mesmo cenário, pode ser interessante unir todos os jogadores contra um único inimigo e ver como isso muda a dinâmica do jogo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: