Intuições

Você costuma confiar nos seus instintos? Alguma vez percebeu algo que não queria ou suspeitou de alguma coisa que te fez investigar ou buscar algumas informações? Todos nós temos instintos e algumas coisas fazem com que comecemos a nos preocupar gerando certa ansiedade. É normal que isso aconteça e não há nada de errado em querer descobrir o que está nos incomodando. Quando estamos preocupados ou ansiosos, dificilmente pensamos na solução e focamos muito no problema. E seu eu disser que a resposta está sempre dentro de você na maioria dos casos?

Isso é um pouco pessoal. Não que os outros Semanários não sejam pessoais e uma forma de eu ser um pouco mais aberto. De qualquer forma, eu tento resolver a maior parte dos meus problemas sozinho. Nem que demore meses para encontrar uma solução viável, eu tenho o hábito de cuidar das minhas coisas da melhor forma possível sem pedir qualquer ajuda externa. Isso me tornou uma pessoa bastante individualista com as minhas próprias coisas e poucos amigos meus compreendem isso.

Por causa da minha decisão de começar o Rabiscando Mundos, eu vi muitas pessoas me dizendo para não fazer, que eu me arrependeria, que era um caminho sem volta. Por outro lado algumas pessoas que olharam para mim e me incentivaram a planejar com calma para que os riscos fossem previstos e minimizados. Essa experiência de ouvir o que as pessoas disseram me fez perceber que nem todo mundo que me disse para fazer queria que eu seguisse em frente. Por algum tempo isso me incomodou, mas acredito que foi o suficiente para que eu confiasse mais nos meus instintos e percepções.

Honestamente, eu aprendi a confiar bastante nas coisas que eu sinto em relação as situações que acontecem e também sobre as pessoas que me cercam. Desde criança eu sempre fui uma pessoa bastante emotiva, comunicativa e com certa facilidade para me expressar. Eu era instruído a falar e escrever sobre as coisas que eu sentia, mas quando eu não queria falar eu pegava, e ainda pego, meu violão para tocar alguma música que represente meu estado de espírito no momento. Sempre que eu sinto alguma coisa eu tento colocá-la para fora o mais rápido possível.

Você deve estar se perguntando o que isso tudo tem a ver com intuições, né? Então, eu aprendi desde cedo que nossos sentimentos são uma bússola assim como nossos pensamentos definem como nos comportamos durante o dia. Há muito mais dentro de cada pessoa do que meros olhos podem ver. Acho que por isso existem tantas formas de expressão artística e diversas maneiras de colocar toda essa energia que temos para fora. Diversos artistas usam suas obras para contar experiências de vida e toda criação, por mais impessoal que aparente ser, possui um pouco da essência de quem a criou e por isso, que no meu mundo de RPG medieval, a magia é conhecida como Essência porque ela habita no âmago de cada coisa que existe no meu pequeno universo.

Sobre a essência ou o cerne de uma pessoa, tenho certeza de que é algo imutável. Por mais que cresçamos e aprendamos algumas coisas com eventos da vida, sempre vai ter alguma coisa que vai nos acompanhar desde a infância até a morte. Seja uma mania, um passatempo ou alguma característica física. Esta essência que está em cada pessoa é o que chega antes da presença física dela. Você deve ter se sentido estranho quando chegou em algum lugar ou depois de encontrar com alguma pessoa e, momentos depois, se sentiu melhor ao encontrar com outra. As essências das pessoas sempre se conectam.

Talvez isso tudo pareça besteira ou um monte de coisas sem sentido para você, mas essa é uma das coisas nas quais eu acredito. Acredito que instintos devem ser seguidos acima de ordens de outras pessoas. Tenho certeza de que as coisas que estão dentro de alguém só são realmente colocadas para fora por meio da forma que a pessoa se expressa independente do meio utilizado para tal, ou seja, falando, dançando, escrevendo ou qualquer outro método de expressão. Eu também creio que a essência de uma pessoa é algo que não muda, o cerne de alguém é algo que nasce com a pessoa e aqueles que reprimem sua verdadeira natureza costumam ter muitos problemas.

O que realmente que quero dizer com isso tudo pode ser mais complicado do que eu achei que seria, mas penso que as coisas seriam mais simples se as pessoas confiassem e acreditassem um pouco mais em si mesmas. É estranho e óbvio demais eu dizer isso, entretanto, quando temos um pouco mais de confiança nas coisas que estamos sentido, é muito mais provável que sejamos verdadeiros em tudo, absolutamente tudo, o que fazemos. A vida seria muito mais tranquila se todo mundo fosse honesto com o que faz, diz e pensa.

Agora tem algumas coisas que eu acho que podem servir como conselho para você: sempre que você estiver com muita coisa na cabeça ou com muita coisa para resolver no seu dia, pare por um tempo e faça alguns minutos de alguma coisa que você gosta de fazer. Jogar uma partida de um jogo, ouvir um pouco de música, assistir alguma coisa e eu aposto que deve ter algo neste mundo que você ainda não assistiu e tem vontade de ver. Isso é simples, não acha? É algo natural.

Se você, em algum momento duvidar de alguma impressão que teve, pense novamente para ver se não tem veracidade no que está fazendo ou qualquer outra coisa que possa vir desta sensação. Deixe que sua essência flua como um rio para que isso te instigue de modo que crie um ambiente saudável para você e para as pessoas ao seu redor.

Intuição e instinto fazem parte de cada ser vivo do mundo. Existem ações que realizamos e decisões que tomamos baseadas nessas duas coisinhas. Confie no que você acredita, em quem você é e abrace sua pura, verdadeira e sincera natureza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: